Centro Cultural Cartola

Rio de Janeiro, RJ
Rua Visconde de Niterói, 1296 - Mangueira
Telefone: (21) 32345777
cartola@cartola.org.br
Horário: 2ª a 6ª de 10h às 17h.

foto_principal_perfil
foto: Centro Cultural Cartola

Última atualização: Seg, 10 de Março de 2014 08:48

"[...] desenvolve diversas atividades voltadas à capacitação profissional e artística por meio de oficinas de teatro, dança e música."

O Centro Cultural Cartola – CCC é uma organização dedicada à inserção social da juventude local pela arte, educação, construção da cidadania, valorização da cultura e preparação profissional com vista ao resgate da dignidade humana.

Tendo como referência a vida e obra de Angenor de Oliveira, o Cartola, morador da Mangueira, poeta sofisticado e um dos maiores ícones da música popular brasileira, o CCC desenvolve diversas atividades voltadas à capacitação profissional e artística por meio de oficinas de teatro, dança e música. Promove rodas de leitura, mostra de vídeos, debates, palestras, shows e exposições.

Duas exposições disponibilizam ao público o fruto da pesquisa sobre a obra de Cartola, realizada por sua neta Nilcemar Nogueira, e sobre o samba, resultado do trabalho de pesquisa e documentação realizado no CCC, contribuindo de forma decisiva para o reconhecimento do Samba como Patrimônio Imaterial Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN.

Centro de referência de pesquisa do samba 

Reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN como Pontão de Memória do Samba Carioca, o centro desenvolve o Projeto do Inventário das Matrizes do Samba no Rio de Janeiro, dedicado à documentação do samba e de sua manifestação, seja nas rodas de samba, nas quadras das escolas e outras agremiações carnavalescas, nos terreiros ou na atuação dos seus atores sociais.

 O resultado inicial desse trabalho encontra-se disponível à consulta no Banco de Dados do CCC.

Encontro de Gerações, Educação Artística e Memória do Samba

Dentre outros projetos desenvolvidos pelo CCC, vale menção o Projeto Ação Griô – Gerações, laureado com o Prêmio Cultura Viva, conferido pelo Ministério da Cultura - MinC, visa o estímulo à troca de experiência entre gerações, sedimentando o hábito de conversar e de ouvir.

O Projeto Educação Artística Orquestra de Violinos contribui para a autoestima e o aprimoramento do convívio em grupo, a divulgação da diversidade cultural brasileira, a expansão do universo musical dos alunos, a formação de novos talentos e a formação de novas plateias.

Com o Projeto Depoimentos “Memória das Matrizes do Samba no Rio de Janeiro, ligado ao Plano de Salvaguarda do samba carioca, coleta e registra os depoimentos de personalidades do samba e líderes comunitários, expoentes e responsáveis pela prática e manutenção desse bem cultural, símbolo da cidade do Rio de Janeiro.

Saiba Mais

Espaço Físico: prédio, território e entorno

O Centro Cultural Cartola funciona em um galpão que pertenceu ao IBGE.

A construção passou por adaptações para que, em 2003, pudesse receber todas as atividades realizadas pelo projeto.

Instituição: trajetória e natureza jurídica

O Centro Cultural Cartola é uma organização sem fins lucrativos, fundada em janeiro de 2001.

O projeto foi idealizado por Pedro Paulo, neto de D. Zica e Cartola, que, identificando a necessidade dos jovens da comunidade em ter acesso a mais opções de atividades educativas e culturais, decidiu implantar um programa social e cultural voltado para adolescentes da Mangueira e comunidades adjacentes, tendo como base as ideias e objetivos do avô. Percebendo que a imagem do Cartola era muito positiva entre a juventude, por se tratar de uma pessoa nascida na comunidade, e que antes de ser reconhecido como artista, sempre trabalhou muito, em funções como pedreiro e lavador de carros, sendo considerado exemplo benéfico para a comunidade.

Com o apoio do Ministério da Cultura,em dezembro de 2001, Francisco Weffort, Ministro da Cultura em exercício,  e Helena Severo, então Secretária de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, visitaram alguns prédios localizados na comunidade da Mangueira, em busca de um espaço adequado para as instalações do Centro. 

Em 2004, durante a gestão do Ministro Gilberto Gil, o Centro Cultural Cartola foi incluído num programa do Ministério da Cultura, passou a ser PONTO DE CULTURA, deu início ao premiado projeto Orquestra de Violinos, apoiado também pela Petrobras desde 2007.

O Centro de Referência de Documentação e Pesquisa do Samba Carioca é reconhecido e apoiado pelo IPHAN/MINC como PONTÃO DE MEMÓRIA DO SAMBA CARIOCA, desde janeiro de 2009.

Criado através da parceria entre o Centro Cultural Cartola e a Escola de Mestre-Sala e Porta-Bandeira Manoel Dionísio,com o apoio da Secretaria estadual de Cultura, o Museu do Samba Carioca remonta, através da exposição instrumentos musicais, fantasias e vídeos, a história do samba do Rio de Janeiro e de seus personagens.

O Centro Cultural Cartola conserva não só o acervo do patrono da instituição, mas também de outros sambistas, como Carlos Cachaça, Donga, Noel Rosa, Paulo da Portela, Silas e Nelson Cavaquinho.  Centro de Referência concentra informações sobre o gênero Samba, reunindo material de pesquisa sobre diversos artistas. 

Fazem parte do acervo depoimentos recolhidos a partir de 2008, num trabalho de preservação da memória oral.

A coleção reúne mais de 300 livros com temáticas relacionadas ao samba, carnaval e cultura negra, além de cd’s, dvd’s, troféus, bandeiras, peças de indumentária, instrumentos musicais e objetos pessoais que pertenceram ao Cartola e de outros sambistas.

O acervo da Biblioteca comunitária Dona Zica visa reunir todo o material bibliográfico e musical do Mestre Cartola, assim como publicações sobre o samba carioca a partir de doações feita por pesquisadores. 

O CCC também dispõe de acervo de registros sonoros, audiovisual e fotográfico , enriquecido com depoimentos de personalidades do samba. Atendendo hoje aos integrantes das oficinas oferecidas pelo CCC, e a estudantes do ensino fundamental, médio, e universitário não só da comunidade, mas de outros bairros.

    Andrade, R., Vaz, C. Território Verde e Rosa: Construções Psicossociais no Centro Cultural Cartola. Rio de Janeiro. Companhia de Freud, 2010.

    Vaz, C. M. M. Identidade Cultural e Imagem de Si: Construções de Subjetividades no Território do Centro Cultural Cartola - Mangueira/RJ. 190f. Dissertação de Mestrado em Psicologia Social. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social. Rio de Janeiro/RJ, 2009.

    Mapa e Dicas

    711 Sentido Rio Comprido - Rocha Miranda, descer em frente ao Centro Cultural Cartola
    Trem - Estação Mangueira - Ramal Deodoro




    Realizzazione CMS