Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas

Rio de Janeiro, RJ
Rua Murtinho Nobre, 169 Santa Tereza
Telefone: (21) 2215-0621 2224-3922
pruinas@pcrj.rj.gov.br
Horário: Aberto de terça-feira a domingo, das 8h às 20h.

foto_principal_perfil
foto: Museus do Rio

Última atualização: Qua, 12 de Junho de 2013 08:23

"[...] voltado à produção e difusão das diferentes formas de expressões artísticas [...]"

O Centro Cultural Parque das Ruínas é um espaço ligado à Prefeitura do Rio, voltado à produção e difusão  das diferentes formas de expressões artísticas como as artes visuais, as artes cênicas, a música, a dança e o cinema. 

O centro cultural acolhe e realiza projetos desenvolvidos por novos artistas ou já consagrados com vistas à promoção cultural da cidade; palestras e oficinas voltadas às atividades de iniciação ou qualificação.

Na qualidade de canal para as expressões artísticas locais, volta-se também para o fomento do turismo cultural, possibilitando o contato direto com artistas e manifestações da cultura carioca. 

Com teatro, galerias de exposição, palco externo, extensas área de jardins, terraços panorâmicos e um mirante com vista privilegiada da região do Centro, Lapa e todo o contorno da Baía de Guanabara, aliado ao valor histórico e cultural do local reforça seu compromisso para com a preservação da memória do bairro de Santa Tereza enquanto patrimônio carioca.

O Palacete e as Ruínas 

As Ruínas do antigo palacete, integradas às estruturas de ferro e vidro projetadas para sediar o Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, tratam do tempo, do glamour, da sofisticação e da cultura.

Neste mesmo endereço morou uma das maiores mecenas das artes da cidade do Rio de Janeiro, Laurinda Santos Lobo, sobrinha e herdeira de  Joaquim Murtinho Nobre, Ministro da Fazenda do governo Campos Sales.

A residência, ponto de encontro do modernismo brasileiro, foi o cenário dos inúmeros saraus promovidos por Laurinda e frequentados por artistas nacionais e internacionais como Villa Lobos, Tarsila do Amaral, João do Rio e Isadora Duncan.

Saiba Mais

Espaço Físico: prédio, território e entorno

O chalé primitivo, a moradia de Joaquim Murtinho Nobre, foi reformado nos anos de 1930, recebendo feições da arquitetura neocolonial. 

Com a morte de Laurinda Santos Lobo, em 1946, sem que houvesse herdeiros, o abandono do palacete deu lugar às ruínas.

A propriedade, adquirida e reformada pela secretaria Municipal de Cultura - SMC, em 1994, recebeu intervenções graças ao projeto dos arquitetos Ernani Freire e Sônia Lopes. Sendo o centro cultural inaugurado em 1997.

As estruturas de ferro vidro, contrastando com os tijolos aparentes originais da construção, criaram áreas internas nos espaços das ruínas, uma referência ao passado glamoroso do lugar, sem apagar, contudo, a memória histórica do período de abandono.

Instituição: trajetória e natureza jurídica

O Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas está vinculado à Secretaria Municipal de Cultura – SMC da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Não há acervo. 

    Secretaria Municipal de Cultura - Centros Culturais
    Portal da Prefeitura do Rio de Janeiro
    SMC - Secretaria Municipal de Cultura - Centros Culturais

    MACHADO, Hilda. Laurinda Santos Lobo, Mecenas, Artistas e Outros Marginais em Santa Teresa. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2002

    ALVES, Heloísa. Ribeiro, Mariana.(org). Rio de Janeiro em Mapas – Santa Teresa. Rio de Janeiro: FAPERJ, 2005

     

    Mapa e Dicas

    Ônibus: linha 014 – Paula Mattos
    Metrô: Estação Carioca + ônibus. linha 014
    Café das Ruínas
    Bar do Arnaudo - proximidade


    Realizzazione CMS